FWC Group

E-commerce na nuvem: como a cloud pode ajudar a focar no que realmente importa!

 

Nas últimas duas décadas, a ascensão do comércio eletrônico causou um enorme impacto na forma como as empresas funcionam atualmente. Hoje em dia, já é uma realidade para todas as lojas virtuais de grande porte ter uma a sua própria solução de e-commerce na nuvem. Para isso, é imprescindível contar com um bom provedor de migração e hospedagem cloud.

 

Um e-commerce na nuvem oferece grandes benefícios para quem optar por usá-lo! Velocidades mais rápidas, uso aprimorado do servidor e segurança mais rígida apenas para citar alguns. Além disso, as grandes empresas que acompanham a nuvem desfrutam de uma economia considerável no orçamento devido aos custos mais baixos de configuração e manutenção.

 

Em suma, é isso que torna as soluções em nuvem o caminho do futuro. Mas, porque muitas empresas agora estão comprando a tecnologia em nuvem? A resposta é simples! Por que elas desejam investir no que realmente importa: o core business do seu negócio.

 

Neste artigo, vamos analisar um pouco mais os detalhes do que está envolvido com este sistema revolucionário.

 

Abaixo estão cinco fatores que empresas que possuem um comércio eletrônico precisam considerar sobre a transferência do comércio eletrônico para a nuvem!

 

1. Menor custo de instalação e manutenção

O software de e-commerce na nuvem é fornecido como um serviço (é por isso que usamos o termo Software como Serviço ou SaaS). Isso significa que você economiza logo no início. Migrar sua empresa para um novo sistema é sempre uma grande mudança, que, geralmente, também significa grandes investimentos. Porém, não dessa vez!

 

Ao optar por uma solução baseada em nuvem, você evita grandes investimentos iniciais para comprar os servidores e instalações físicos necessários para gerenciar e manter o software, bem como as próprias licenças de software. A troca do seu sistema antigo pode ser feita em estágios com pouco ou nenhum impacto em suas operações diárias.

 

Enquanto você continua usando o serviço, as soluções locais envolvem alguns custos contínuos, como manutenção de hardware e atualizações de software, armazenamento de dados, backups de segurança, energia e refrigeração etc. E, em alguns casos, os custos adicionais de atender normas regulamentares de proteção dados pessoais

 

Com a solução em nuvem, é o fornecedor (e não você e seu departamento de TI) que hospeda o software e mantém a infraestrutura de hardware. Para você, como proprietário de uma empresa, isso significa que os custos iniciais e os custos de manutenção normalmente serão muito mais baixos porque você simplesmente implementa o software e o ajusta para atender aos seus requisitos. 

 

2. Menos problemas para você e sua equipe de TI

O e-commerce na nuvem é conhecido por ser muito amigável ao desenvolvedor. Tudo está configurado para tornar a experiência da sua equipe de TI o mais fácil e agradável possível.

 

Você deve deixar que o fornecedor se preocupe com o hardware e as principais manutenções de software. Não há necessidade de sua equipe reinventar recursos, pois existem muitas soluções prontas com código de código aberto facilmente acessível. 

 

Portanto, sua equipe de TI pode se concentrar no que é mais importante para os seus negócios — personalizando os recursos para atender perfeitamente às suas necessidades e trabalhando no desenvolvimento de estratégias que ajudarão você a crescer e expandir.

 

3. O e-commerce na nuvem está sempre atualizado

As soluções locais tendem a funcionar bem quando você as configura e as personaliza totalmente de acordo com suas necessidades… até que o provedor lança uma atualização.

 

O problema com esse tipo de configuração é que todas as personalizações ou integrações feitas estão vinculadas à versão do software existente. Assim que uma atualização for implementada, elas serão apagadas. Em muitos casos, sua equipe de TI terá que começar a re-customizar do zero.

 

Não é preciso dizer que isso pode consumir muito tempo (e recursos), razão pela qual muitas empresas optam por não atualizar e ficar com uma versão desatualizada perdendo muitos novos recursos e tendências de negócios mais recentes. Mas, mesmo assim, sempre existe o risco de perder o acesso aos recursos integrados sempre que houver uma alteração na estrutura da sua equipe.

 

Os provedores de e-commerce na nuvem garantem que as personalizações implementadas anteriormente sejam automaticamente transmitidas quando a plataforma for atualizada. 

 

4. Melhor organização e rastreamento

Manter todos os seus dados armazenados na nuvem, com fácil acesso online, ajudará sua empresa a funcionar da maneira mais eficiente possível, reduzindo a possibilidade de erros e ajudando sua cadeia de suprimentos a funcionar sem problemas.

 

Você pode ter várias lojas na mesma plataforma em nuvem com um ponto de controle central. Os concessionários regionais têm uma maneira fácil de ingressar no sistema principal, com a opção de fazerem suas próprias personalizações exclusivas.

 

Isso significa melhor organização e rastreamento de pedidos e itens de estoque em vários locais físicos, atualizações de status mais rápidas e todas as informações necessárias disponíveis para você em qualquer lugar e a qualquer momento.

 

5. Mais flexibilidade

Sua empresa está em constante evolução e é absolutamente essencial ter uma solução de comércio eletrônico que possa crescer e evoluir junto com ela. Quem quer ficar preso no mesmo lugar?

 

Com a solução de e-commerce na nuvem, você pode responder a qualquer oportunidade de mercado mais rápida adicionando rapidamente novos sites para novos modelos de negócios (B2B ou B2C), marcas ou países, tudo na mesma plataforma. Campanhas de marketing, vendas cruzadas e até soluções não padronizadas são fáceis de implementar.

 

As soluções de comércio eletrônico estão progredindo rapidamente e você não deseja ficar para trás! No entanto, é importante considerar o que é certo para você e sua empresa. Cada empresa é única, com suas próprias necessidades e exigências. Felizmente, o e-commerce na nuvem cobre uma ampla variedade delas.

 

Ficou interessado em migrar seu e-commerce para a nuvem? Entre em contato conosco e veja como podemos ajudar!

 

On Premise ou Solução Cloud, qual é a melhor opção?

 

Esteja você executando um negócio na internet ou operando em um setor mais tradicional, a escolha do modelo de hospedagem certo para as aplicações da sua empresa é uma etapa importante. Nesse sentido, é fundamental escolher o modelo de operação da sua empresa, On premise ou solução Cloud oferecem recursos que se diferem.

 

Portanto, antes de fazer uma escolha, que impactará diretamente nos processos da sua empresa, é essencial que você tenha feito uma comparação completa entre on premise e solução cloud.

 

Nesta postagem, examinaremos as duas opções e os prós e contras de cada uma delas. Acompanhe conosco!

 

On Premise: quais as vantagens?

Sob o modelo de hospedagem local, você executa suas aplicações em seus próprios servidores,  suas instalações são gerenciadas por sua equipe de TI.

 

Enquanto esse modelo vê forte concorrência do crescente número de ofertas em nuvem, ele ainda se mantém no mundo corporativo. Em contrapartida, em uma pesquisa divulgada, no final de março de 2019, pela Gartner, a consultoria frisou a expectativa é que a Cloud Computing cresça em média 6% a 18% ao ano. Ou seja, isso mostra como a Cloud está à frente da estrutura On Premise.

 

Ao mesmo tempo, no modelo local, a execução em seu próprio ambiente permite impor em seus servidores as mesmas regras de implantação, restrições de segurança e processos já existentes em sua infraestrutura de TI.

 

Você também não precisa compartilhar seus servidores com mais ninguém, o que proporciona um melhor desempenho por real gasto em comparação com a solução média de nuvem privada co-hospedada.

 

Toda essa flexibilidade, no entanto, tem um custo e muito alto. Veja abaixo:

 

As desvantagens do modelo On Premise

Sua equipe de TI precisará gastar um bom tempo para configurar e implantar seu ambiente local. E isso é apenas para colocá-lo em funcionamento.

 

Para manter seu ambiente On Premise funcionando sem problemas e com segurança, eles também precisarão monitorá-lo e realizar trabalhos regulares de manutenção.

 

Além disso, todos os problemas de segurança são sua responsabilidade — em tempos de LGPD, é preciso garantir que sua empresa está preparada para lidar com isso.

 

Por último, porém não menos importante, precisamos falar sobre o investimento. Apesar de que, inicialmente, a impressão que dá que investir na nuvem é mais alto é preciso ter atenção um ponto importante. Ou seja, em longo prazo, os custos de manutenção e atualização do modelo local se tornam bem maiores, já que as empresas precisarão investir em alocação do servidor físico e treinamento da equipe de TI para instalar e prestar a manutenção corretamente.

 

Quais os benefícios uma solução cloud via provedora?

Na solução cloud, você contacta a provedora e ela fará todo o trabalho de implantação, manutenção do ambiente em todos os seus processos.

 

A hospedagem em nuvem é cada vez mais popular entre empresas de médio e grande porte que precisam descarregar parte de seu trabalho de TI, mas desejam manter o controle de sua infraestrutura de software.

 

O principal benefício da hospedagem em uma nuvem é que você não precisa configurar e manter infraestrutura adicional em seu próprio ambiente. O fornecedor da nuvem privada hospeda seus dados e garante que tudo funcione sem problemas.

 

Embora a provedora cloud seja responsável pela infraestrutura de hospedagem, você ainda tem a palavra final em tudo. O que é uma grande vantagem! Assim, você pode personalizar totalmente sua instalação, adicionar extensões e escalar seu datacenter conforme as necessidades do negócio.

 

A maioria dos fornecedores permite que você atualize qualquer parte do seu plano de hospedagem (CPU, armazenamento, largura de banda etc.) sob demanda.

 

E a segurança de dados? Como fica?

Precisamos ser bem realista: de fato, na nuvem, os dados da sua empresa ficam bem mais seguros, se comparada ao modelo de hospedagem local.

 

Ou seja, as empresas provedoras de Cloud, que prestam um serviço de excelência, como a FWC, investem muito em tecnologia e em profissionais capacitadas para lidar com as informações dos clientes.

 

Em suma, as empresas que disponibilizam serviços na nuvem são as mais interessadas em garantir que tudo todas as informações dos seus clientes estejam seguras na nuvem.

 

Afinal, qual é o melhor modelo de hospedagem?

Se a intenção da sua empresa é se manter no mercado, crescer, reduzir custos e ainda aumentar a produtividade, de fato, podemos concluir que escolher pelos os serviços de um provedor em nuvem é a melhor opção.

 

Agora que você sabe que contratar uma solução cloud é a melhor opção não perca tempo e muito menos dinheiro! E ainda otimize todos os processos da sua empresa! Entre em contato com a FWC agora mesmo e consulte os nossos especialistas!

 

checklist

Pare de perder dinheiro hoje: veja como a arquitetura em nuvem pode te ajudar!

 

Atualmente, a maioria das empresas percebe a importância da TI para suas operações. Ou seja, tecnologias, como, por exemplo, arquitetura em nuvem, acesso remoto, internet, e-mail, CRM, ERP, são essenciais para a operação diária e o sucesso da maioria das empresas.

 

Embora essa importância seja entendida e apreciada, o custo total para adquirir e acompanhar as novas tecnologias é um desafio crescente para negócios de todos os tamanhos.

 

Assim, para a maioria das empresas, o gerenciamento de TI é baseado em um processo muito tradicional.

Logo, isso, geralmente, envolve a compra de equipamentos de tecnologia, a aquisição de serviços de consultoria, o pagamento da instalação e a assinatura de um contrato de manutenção de serviços. 

 

Dessa forma, esse modelo de aquisição de tecnologia geralmente significa um grande custo inicial de capital. Além disso, com custos de manutenção de TI dispendiosos e imprevisíveis.

No entanto, nos últimos anos, isso mudou. 

 

A arquitetura em nuvem: uma saída para redução de custos

Assim, a combinação de tecnologia e demanda do mercado deu origem a conceitos como Software como Serviço (SaaS), Infraestrutura como Serviço (IaaS) e Plataforma como Serviço (PaaS).

Logo, esses conceitos se fundiram para se tornar algo maior, agora conhecido como “arquitetura em nuvem”. 

Em suma, a arquitetura em nuvem visa a redução de custos de TI. Ou seja, em sua essência, ela envolve a entrega de um conjunto específico e padronizado de serviços de tecnologia prontos para uso. Assim, é possível aumentar ou diminuir a capacidade sob demanda — conheça mais sobre a escalabilidade na nuvem.

 

Dessa forma, isso tudo é pago em um modelo “pay as you go”, ou, em bom português, “pague à medida que usa”.

Ou seja, você paga uma assinatura mensal apenas pelos serviços que utiliza.

Logo, sem ter que, por exemplo, manter uma infraestrutura de TI cara que será subutilizada ou que ficará obsoleta em alguns anos. 

 

Além disso, é preciso levar em consideração que, quando a empresa não possuiu uma arquitetura em nuvem (On Premise) ela ainda precisa arcar com outras demandas. Por exemplo, com a depreciação dos equipamentos e demais periféricos. Ou seja,isso significa: perda de dinheiro!

 

Mas como exatamente a arquitetura em nuvem ajuda sua empresa a reduzir custos? Vamos analisar algumas formas abaixo.

 

5 maneiras que a arquitetura em nuvem reduz os custos de TI

 

O Gartner prevê que o mercado de computação em nuvem crescerá de $ 182,4B em 2018 para $ 331,2B em 2022 — um crescimento de 12,6% em apenas quatro anos. 

 

Definitivamente, porque muitas empresas estão enxergando que a adoção de serviços de computação em nuvem proporciona economia imediata de custos. Logo, sem sacrificar o nível de qualidade e sofisticação da tecnologia implantada.

Continue lendo e veja como a arquitetura em nuvem pode cortar custos em sua TI:

 

1. Menor custo de entrada com a arquitetura em nuvem

 

Pare de comprar tecnologia e inscreva-se em serviços de TI na nuvem prontos para uso. Afinal, a TI tradicional é cara de adquirir. Além disso, complicada de configurar e, muitas vezes, ineficaz e subutilizada. 

 

Da mesma forma, os serviços em nuvem exigem pouco ou nenhum custo inicial e até as licenças de software, sistema operacional, banco de dados, entre outros, estão incluídos no plano.

Assim, tornando o acesso e o uso de tecnologia avançada extremamente acessíveis, fáceis e sem dor de cabeça. 

 

2. Eliminação dos custos de licenciamento

Pare de comprar software e reduza a complexidade do licenciamento e das renovações anuais.

Ou seja, os serviços em nuvem prontos para uso não têm licença de software para comprar nem licenças anuais para renovar. 

 

Logo, isso tudo é de responsabilidade do seu fornecedor de arquitetura em nuvem. Dessa forma, tudo com o que você precisa se preocupar é em pagar apenas um custo mensal que incluirá tanto licenças, quanto possíveis manutenções e, claro, acesso ao serviço.

 

3. Redução de custos com especialistas de TI

Pare de pagar taxas horárias caras por serviços de consultoria e instalação comuns às soluções de TI tradicionais.

Assim, com os serviços em nuvem, não existem taxas de consultoria caras e os serviços são ativados e prontos para uso em horas e dias, em vez de meses e anos.

 

Além disso, você terá à sua disposição uma equipe de especialistas do seu fornecedor de nuvem pronta para atendê-lo sempre que tiver dúvidas ou problemas.

 

4. Redução dos custos de manutenção de TI

 

Pare de assinar contratos caros de suporte e manutenção. Ou seja, a TI tradicional envolve ter que acompanhar a tecnologia que muda a cada 3-6 meses.

Consequentemente, com os serviços em nuvem, sua empresa terá suporte 24x7x365, além de ter em mãos sempre os softwares, infraestrutura e plataformas sempre atualizados. Isso garante a você acessibilidade ininterrupta dos serviços em nuvem mais atualizados. 

 

5. Foco no core business

Apagar incêndio não gera receita. Em suma, a TI da empresa precisa ser mais estratégica e menos operacional para que consiga criar planos e processos que façam o negócio, efetivamente, crescer.

 

Pare de se concentrar na tecnologia e comece a agregar valor aos negócios. Logo, a TI tradicional força seus negócios a se envolverem nos negócios de TI. Assim, os serviços em nuvem oferecem a capacidade de acessar e alavancar tecnologia avançada sob demanda para criar e fortalecer sua vantagem competitiva.

 

Portanto, não há como negar que a TI desempenha um papel importante na operação de qualquer negócio. Definitivamente, mais hoje do que nunca. 

 

Como empresas de todos os tamanhos continuam a confiar cada vez mais em tecnologia. Logo, proprietários de empresas, CEOs, diretores de TI e gerentes de TI estão constantemente sob a pressão de oferecer mais com menos. Desde já, especialmente, no caso de setores altamente regulamentados.

 

A arquitetura em nuvem pode ajudar as organizações que estão enfrentando dificuldades com a TI tradicional, mas desejam aproveitar e maximizar os benefícios da tecnologia avançada com o menor custo total de propriedade.

Quer parar de perder dinheiro? Entre em contato conosco e deixe um dos nossos consultores te mostrar como a arquitetura em nuvem salvará dinheiro para sua empresa!

 

invasão de dados

7 benefícios de contêineres na nuvem para os projetos de TI

 

A tecnologia de contêineres na nuvem está moldando o futuro do desenvolvimento de software. Assim, causando uma mudança estrutural no mundo da computação em nuvem. 

 

Um contêiner consiste em tudo que um aplicativo precisa executar: o próprio aplicativo e suas dependências. Por exemplo, bibliotecas, utilitários, arquivos de configuração, todos agrupados em um pacote.

 

Os contêineres encapsulam apenas os recursos mínimos necessários para que um aplicativo seja executado e funcione como pretendido. Ou seja, permitindo executar software de maneira confiável quando movido de um ambiente de computação para outro.

 

Mas por que essa tecnologia está ganhando cada dia mais popularidade? Assim, vamos analisar melhor como ela funciona e os benefícios que pode trazer para sua empresa!

 

Como funcionam os contêineres na nuvem?

Contêineres na nuvem oferecem mecanismo de empacotamento lógico onde os aplicativos podem ser abstraídos do ambiente que realmente são executados.

 

Ou seja, esse desacoplamento permite que aplicativos baseados em contêiner sejam implantados de maneira fácil e consistente. Isso, independentemente do ambiente de destino ser data center privado, nuvem pública ou até o laptop pessoal de um desenvolvedor. 

 

Por isso, a conteinerização fornece uma separação clara de preocupações, pois os desenvolvedores se concentram em suas lógicas e dependências de aplicativos. Assim, equipes de operações de TI se concentram em implantar e no gerenciar sem se preocupar com detalhes do aplicativo. Ou seja, como versões de software e configurações específicas do aplicativo.

 

Por isso, para aqueles provenientes de ambientes virtualizados, os contêineres são frequentemente comparados com máquinas virtuais (VMs). Nesse contexto, você já deve estar familiarizado com as VMs: um sistema operacional convidado, como Linux ou Windows. Além disso, é executado sobre um sistema operacional host com acesso virtualizado ao hardware subjacente. 

 

Como as máquinas virtuais, os contêineres permitem empacotar seu aplicativo junto com bibliotecas e outras dependências. Consequentemente, fornecendo ambientes isolados para a execução dos serviços de software. 

 

Como você verá abaixo, as semelhanças terminam aqui, pois os contêineres oferecem uma unidade muito mais leve para os desenvolvedores. Além disso, ela agrega uma infinidade de benefícios.

 

Quais os benefícios dos contêineres na nuvem?

1. Independência da plataforma

Um grande benefício dos contêineres é sua portabilidade. Por exemplo, um contêiner agrupa aplicativos com tudo o que ele precisa para executar. Como arquivos de configuração e dependências. 

 

Isso permite que você execute aplicativos de maneira fácil e confiável em diferentes ambientes. Por exemplo, como a área de trabalho local, servidores físicos, servidores virtuais, testes, preparo, ambientes de produção e nuvens públicas ou privadas. 

 

Assim, essa portabilidade concede às organizações uma grande flexibilidade. Ou seja, acelera o processo de desenvolvimento e facilita a troca para outro ambiente ou provedor em nuvem, se necessário.

 

2. Eficiência e densidade de recursos

Como os contêineres não exigem um sistema operacional separado, eles usam menos recursos. Enquanto uma VM frequentemente mede vários gigabytes de tamanho, um contêiner geralmente mede apenas algumas dezenas de megabytes. Ou seja,  possibilitando a execução de muito mais contêineres do que as VMs em um único servidor. 

 

Como os contêineres têm um nível de utilização mais alto em relação ao hardware subjacente, você precisa de menos hardware, resultando em uma redução nos custos totais de TI.

 

3. Isolamento eficaz e compartilhamento de recursos

Embora os contêineres na nuvem sejam executados no mesmo servidor e usem os mesmos recursos, eles não interagem entre si. Assim, se um aplicativo falhar, outros contêineres com o mesmo aplicativo continuarão funcionando perfeitamente e não terão problemas técnicos. 

 

Então, esse isolamento também diminui os riscos à segurança: se um aplicativo for invadido ou violado por malware, os efeitos negativos resultantes não se espalharão para os outros contêineres em execução.

 

4. Velocidade: inicie, crie, replique ou destrua contêineres em segundos

Como mencionado anteriormente, os contêineres são leves e iniciam em menos de um segundo. Isso porque, não exigem uma inicialização do sistema operacional. Por exemplo, criar, replicar ou destruir contêineres também é apenas uma questão de segundos. Assim, acelerando bastante o processo de desenvolvimento, o tempo de colocação no mercado e a velocidade operacional. 

 

A velocidade aumentada também oferece grandes oportunidades para melhorar a experiência do cliente. Isso, permite que organizações e desenvolvedores ajam rapidamente, por exemplo, quando se trata de corrigir bugs ou adicionar novos recursos.

 

5. Escalabilidade garantida

Um grande benefício dos contêineres é que eles oferecem a possibilidade de escalar sua infraestrutura horizontalmente. Isso significa que você pode adicionar mais contêineres idênticos em um cluster para expandir. 

 

Com o dimensionamento inteligente, você executa apenas os contêineres necessários em tempo real, podendo reduzir drasticamente os custos de recursos e acelerar o retorno do investimento.

 

6. Simplicidade operacional

Ao contrário da virtualização tradicional, em que cada VM tem seu próprio sistema operacional. Nesse sentido, os contêineres na nuvem executam processos de aplicativos isoladamente do sistema operacional host subjacente. 

 

Isso significa que seu sistema operacional host não precisa de software específico para executar aplicativos. Assim, simplifica o gerenciamento do sistema host e a aplicação rápida de atualizações e patches de segurança.

 

7. Melhor produtividade para desenvolvedores

Uma infraestrutura baseada em contêiner oferece muitas vantagens, promovendo um pipeline de desenvolvimento eficaz. Como mencionado anteriormente, os contêineres garantem que os aplicativos sejam executados e funcionem conforme projetado localmente. 

 


Essa eliminação de inconsistências ambientais torna o teste e a depuração menos complicados e demorados. Pois há menos diferenças entre a execução do aplicativo no trabalho, no servidor de teste ou em qualquer ambiente de produção. 

 

O uso de contêineres na nuvem está crescendo. Não é à toa que gigantes como Google, Twitter e Netflix usam essa tecnologia há anos. Já que os contêineres oferecem muitos benefícios em comparação às máquinas virtuais.

 

A FWC oferece conteinerização com o Cloud Experience, uma nova experiência para o usuário com soluções personalizadas de acordo com cada demanda. Com a gestão da FWC, você terá suas aplicações acessíveis de qualquer lugar o tempo todo, aumentando a capacidade de entrega e a produtividade do seu time. 

 

E você, pronto para começar? Entre em contato conosco e converse com um dos nossos especialistas!

 

diagnostico_cloud_computing

Como ganhar mais eficiência e reduzir custos com a gestão fiscal e tributária em nuvem?

 

A tecnologia Cloud Computing vem impulsionando soluções práticas e eficazes por vários motivos.  Principalmente, ligados à otimização de processos de dados, segurança da informação, armazenamento em massa e melhorias na colaboração entre equipes. Por isso, optar por uma gestão fiscal e tributária em nuvem é uma das principais apostas das empresas. Ainda mais para o alcance de uma maior eficiência e, consequente, redução de custos.

 

Então confira, a seguir, alguns motivos para que sua empresa apostar na nuvem como importante ferramenta para gestão fiscal e tributária!

 

Benefícios da gestão fiscal e tributária em nuvem

As empresas vêm passando por um grande processo de digitalização das informações contábeis, fiscais e tributárias. Ou seja, a implementação de programas como o SPED Fiscal, Contábil e eSocial, por exemplo, demonstra que, no futuro, tudo será digital.

 

Por isso, essa é uma importante oportunidade para as empresas reduzirem custos, visto que possibilita a automação de diversas atividades. Assim, garante lisura ao processo, menor tempo para execução das atividades e elimina as chances de erro.

 

Nesse sentido, contar com  solução baseadas em Cloud Computing pode ser essencial para que as empresas consigam ser mais eficazes. Desta forma, na nuvem, você pode implementar diversas aplicações, conforme sua necessidade, a fim de obter o máximo de automação.

 

Além disso, você pode implementar múltiplos recursos para o gerenciamento de informações em larga escala. Consequentemente, torna as soluções em nuvem ideais para o manuseio de grandes quantidades de documentos fiscais eletrônicos. 

 

Confira a seguir outras vantagens de realizar a gestão fiscal e tributária em nuvem:

 

Disponibilidade e flexibilidade

Com o uso da nuvem, você poderá acessar seus documentos emitidos e recebidos a qualquer momento, de qualquer lugar. Ou seja, você não precisa mais perder tempo vasculhando arquivos físicos. Assim, todas as informações estarão disponíveis com apenas alguns cliques.

 

Logo, outra vantagem é a versatilidade para acessar informações de vários dispositivos, como smartphones, laptops, desktops e tablets. 

 

Segurança da informação

O manuseio de grandes quantidades de documentação eletrônica envolve trabalho organizacional, mas também segurança e proteção de informações. 

 

Assim, um provedor capacitado oferece o máximo de segurança aos seus dados, utilizando ferramentas, como VPN, criptografia, antivírus, firewall, etc.

 

gestão fiscal e tributária em nuvem_1

 

Além disso, a nuvem é muito mais eficiente e barata para a realização de procedimentos de backup e Disaster Recovery.  Ou seja,  garante que seus dados não serão rapidamente recuperados, caso acontece algum incidente na sua empresa.

 

Assim, esse é um ponto de grande importância para a gestão fiscal e tributária em nuvem. Sendo que diversos documentos possuem tempo mínimo de salvaguarda, determinados em lei.

 

Tudo em um só lugar

Ao contrário do que muitos possam imaginar, a nuvem não serve apenas para armazenamento. Além disso, você pode contar com sistemas, como o ERP Sankhya, que oferece maior controle e eficiência para o seu dia a dia.

 

Assim, com ele, registra e controla suas operações contábeis e fiscais, além de possuir integração com a Receita Estadual e Federal.

 

Portanto, as equipes contábeis e fiscais pode ter tudo o que precisa para realizar suas funções em um só lugar. Consequentemente, isso contribui para o aumento da produtividade. Uma vez que não é necessário a utilização de vários sistemas que, muitas vezes, não “conversam” entre si.

 

            Veja também:

 

 

Escalabilidade

Um dos principais objetivos dos empresários é conseguir expandir seu empreendimento. No entanto, muitas vezes, sua infraestrutura de  TI acaba se tornando um grande obstáculo. Assim, uma vez que ela não é capaz de suportar o aumento de fluxo de trabalho e processamento de dados.

 

Portanto, ao utilizar soluções em nuvem, você utiliza armazenamento, poder de processamento e infraestrutura, que podem ser dimensionada conforme necessidade.

 

Ou seja, caso sua empresa tenha sazonalidade ou expanda suas atividades, o provedor suportará esse crescimento de demanda sem problemas.

 

Da mesma forma, sua empresa poderá aumentar a capacidade de armazenamento em nuvem, para preservar todos os seus documentos.

 

Como vimos, a gestão fiscal e tributária em nuvem possui muitos benefícios.  Ou seja, as empresas que não seguirem essa tendência, muito em breve, sofrerão com a perda de competitividade. Além de ficar dependente diversos procedimentos manuais, que são reconhecidamente mais suscetíveis a erros.

 

Então, para usufruir de todas vantagens da nuvem, é essencial contar com um provedor de nuvem qualificado e com experiência comprovada. Nesse sentido, a FWC oferece soluções personalizadas de acordo com a necessidade do seu negócio. Além de infraestrutura necessária para elevar o nível do seu core business. 

 

Além disso, seus dados são armazenados isoladamente com backups diários, acesso aos mais avançados recursos de software e hardware, alta performance e escalabilidade. Assim, sua empresa ainda economiza com recursos físicos, licenciamentos e conta com atendimento 24x7x365.

 

Se você deseja saber mais sobre as soluções em nuvem da FWC, clique aqui e entre em contato conosco!

Sistema de gestão em nuvem: por que é essencial para a sua empresa?

Sistema de gestão em nuvem

gestão-em-nuvem

A cada dia que passa aumenta a pressão do mercado para que os desenvolvedores de softwares forneçam soluções de sistema de gestão em nuvem. Afinal: e não é para menos. Pois, o conceito de Software as a Service (SaaS) já está amplamente difundido e as empresas já perceberam suas vantagens, sendo a redução de custos uma das mais relevantes.

 

Logo, os fornecedores de softwares que desejam promover o crescimento e permanecer competitivos precisam fazer a transição para cloud.

Além disso, oferecer um sistema de gestão em nuvem também é vantajoso para o fornecedor. Ou seja, é uma maneira de atingir mercados amplos, acelerar as implantações e, consequentemente, ter um fluxo de receita maior.

Dessa forma, continue a leitura para descobrir porque as soluções de softwares baseadas em nuvem são essenciais para a sua empresa!

 

Gestão em nuvem: O que é SaaS?

Resumidamente, o software como serviço ou software as a service (SaaS) está transformando a forma como as empresas utilizam as ferramentas tecnológicas.

Em síntese, o SaaS é um software entregue e gerenciado remotamente por um ou mais provedores e armazenado na nuvem. 

Por isso, para utilizar a ferramenta, os clientes, geralmente, efetuam pagamentos de assinaturas ou baseados em métricas de uso.

 

Que tipo de aplicação está disponível na nuvem?

Atualmente, existe uma infinidade de soluções disponíveis no modelo SaaS.

Por exemplo, e-mails e sistemas de gestão em nuvem, como CRM,  além de ERP e softwares de business intelligence.

 

Quais as vantagens de um sistema de gestão em nuvem?

Nesse sentido, a adoção de um modelo SaaS abre as portas para oportunidades que não são possíveis em um modelo local.

Dessa forma, veja abaixo algumas das principais razões para utilizar um sistema de gestão em nuvem:

1. Menor custo

Assim, com sistemas hospedados na nuvem, você paga pelo que precisa, sem a necessidade de comprar hardware para “rodar” seus novos aplicativos. 

Dessa forma, em vez de provisionar recursos internos para instalar o software, o fornecedor disponibiliza APIs (Application Programming Interface) e realiza grande parte do trabalho para que o programa funcione.

Além disso, você não precisa fazer investimentos iniciais elevados, com a compra de licenças, muito menos pagar por atualizações versões.

2. Acessível em qualquer local

Uma das maiores desvantagens do software local é sua acessibilidade limitada.

Normalmente, uma licença é dedicada ao número especificado de dispositivos e você não pode usá-la em outros equipamentos.

Afinal, com sistema em nuvem, você pode acessá-lo de qualquer dispositivo com conexão à Internet a qualquer momento. Isso aumenta a sua mobilidade, independência e produtividade.

gestão-em-nuvem

3. Flexibilidade e Escalabilidade

Para que uma empresa seja bem sucedida, ela terá que ser flexível para todas as mudanças que, frequentemente, acontecerão no negócio.

Assim, o modelo SaaS permite que você altere facilmente diversos requisitos de forma fácil e rápida.

Por exemplo, você pode aumentar ou diminuir o número de assinaturas de acordo com a necessidade da empresa.

Da mesma forma, é possível integrar seu sistema de gestão em nuvem a outros sistemas, além de poder ativar um conjunto adicional de componentes ou recursos a qualquer momento.

4. Gerenciamento de desempenho e tempo

O tempo de implantação da solução em nuvem é muito menor quando comparado aos sistemas locais.

Além disso, nenhum hardware adicional é necessário. Logo, o que também significa que você não perderá tempo na aquisição e configuração de sua infraestrutura de TI.

Nesse sentido, os aplicativos baseados em nuvem são criados para que o desempenho máximo da rede seja adaptável às necessidades do cliente.

Por conseqüência, diferentemente das configurações locais, em que o desempenho depende, principalmente, dos servidores internos.

5. Integração e Personalização

Um sistema de gestão em nuvem pode ser facilmente ajustado às necessidades específicas de cada cliente. Assim, a maioria das empresas oferece a possibilidade de alterar configurações e funcionalidades para atendê-lo da forma mais precisa possível.

Além disso, muitos provedores de SaaS dão acesso às APIs que permitem a integração com outros sistemas existentes. 

Ademais, você pode consolidar todas as suas soluções em nuvem em um único provedor de serviços, com segurança e flexibilidade.

Conclusão

Por fim, podemos concluir que sistemas de gestão antigos estão saindo dos atuais planos de TI de muitas empresas.

Dessa maneira, a capacidade de implantação rápida e com menor risco de investimento fez com que as soluções baseadas em nuvem ganhassem lugar de destaque no mercado.

Resumidamente, as empresas têm procurado constantemente soluções que atendam aos seus requisitos organizacionais, como segurança de dados e alto desempenho. Nesse sentido, as soluções baseadas em nuvem se encaixam perfeitamente nesses requisitos.

 

Logo, com o modelo SaaS, os provedores de serviços estão assumindo toda a carga de segurança, disponibilidade e desempenho, o que significa que esses sistemas são uma opção segura e viável para qualquer empresa que pretenda crescer.

 

Se você gostou deste conteúdo, então também vai gostar de conhecer as 4 vantagens de migrar seu ERP para cloud. Boa leitura!

FWC apresenta sua nova identidade visual

FWC
nova-identidade-visual

A FWC, empresa provedora de soluções em TI, anuncia sua nova identidade visual. Depois de 11 anos, chegou a hora da evolução. O design foi totalmente repaginado para atender os conceitos e visões atuais da empresa enfatizando o grande crescimento que vem apresentando nesses últimos anos.

A empresa possui três verticais que são: Cloud Experience, Banco de Dados e Infraestrutura. A Cloud Experience possui esse nome, pois oferece muito além de apenas uma Cloud. Ou seja, conta com monitoramento, atendimento 24x7x365 e toda a infraestrutura que garante uma experiência completa para o cliente.

Nova comunicação veio para somar valores ao nome FWC

A nova comunicação criada veio para somar valores ao nome FWC. Com objetivo de ser lembrada pelo consumidor quando o assunto for soluções em TI. Por isso, o novo slogan representa justamente isso – Inteligência e gestão em TI, além disso, enfatiza o know-how da FWC.

Para a criação da nova marca foi utilizado a forma de um círculo, representando a gestão 720°. Assim, evidenciando a experiência e a realidade do cliente, englobando o atendimento completo. Esse atendimento visa a alta performance, monitoramento e segurança a todos os serviços prestados.

Com a nova marca transmite-se tecnologia, serviços de Cloud, agilidade, fluxo, mobilidade e ao mesmo tempo, simplicidade nos processos. Como toda a identidade visual foi renovada, também foi agregado elementos com traços simples e marcantes. Assim, trouxeram a nuvem, o cilindro e o hexágono para representar as verticais Cloud Experience, Banco de Dados e Infra, respectivamente.

Segundo Alan Tasca, Coordenador de Marketing e do Planejamento Estratégico de Vendas da FWC, “O círculo da nova marca é associado ao movimento, mostrando o caminho que a FWC pode levar o usuário. Além disso, a nossa gestão, onde chamamos de gestão 720, contemplando todos nossos diferenciais”, conclui Alan.

De acordo com o Diretor de Negócios da FWC, Marco Duarte “Quando nós implantamos o conceito 720° nós mostramos o lado humano muito forte que a FWC possui. Porque aqui o cliente não é apenas um ticket. Nós temos uma preocupação muito grande com toda experiência dele”.

Assista abaixo o vídeo em que o Alan e o Marco explicam o conceito da marca e do 720°.

FWC concretiza parceria com a empresa Sankhya

FWC

parceria-sankhya

 

A FWC recebeu a visita do Coordenador de Serviços, Rogerio Sorci Furian e do Consultor ERP, Gusttavo Fróes Lopes, da empresa Sankhya Gestão de Negócios. Logo, quem desfrutou dessa companhia e apresentou a FWC foi o Diretor de Negócios, Marco Duarte, e o Executivo de Contas, Rodrigo Missão.

 

De fato, essa reunião aconteceu com o objetivo alinhamento estratégico e fortalecimento dessa parceria que só tende a crescer. Assim, a FWC agradece a oportunidade.

 

Atuando desde de 1989, a Sankhya Gestão de Negócios é uma das maiores empresas provedoras de soluções integradas de gestão corporativa (ERP) do Brasil. Assim sendo, a empresa visa transformar dados operacionais em informações gerenciais para uma tomada de decisão mais segura e precisa.

 

Afinal, atualmente, a Sankhya possui 27 unidades de negócio, 10 mil clientes corporativos e mais de 100 mil usuários. Além disso, conta com a colaboração de 1 mil funcionários, que atuam em diversas áreas e garantem o sucesso de hoje.

 

Parceria com a FWC

Uma pesquisa realizada pela IDC Brasil, em 2018, aponta que o segmento de Cloud, no Brasil.  Como resultado, alcançando até US$ 2,6 bilhões em 2019, crescendo 35% anualmente até atingir US$ 6,5 bilhões, em 2022. 

 

De tal forma que, esse crescimento exponencial evidencia como a Cloud é uma necessidade imperativa para as empresas. Assim, seja para armazenarem seus dados ou para protegerem suas informações, a Cloud só agrega para as empresas.

 

Logo, pensando nisso, a Sankhya concretizou uma parceira de muito sucesso com a FWC.  Além de ser uma empresa referência em soluções em Cloud Computing no Brasil, é uma das únicas empresas ISV (Independent Software Vendors) reconhecida pela Oracle. Assim, oferece aos seus clientes muito mais qualidade e segurança.

 

Afinal, usufruir dos recursos disponibilizados pela FWC agregará opções de infraestrutura, gestão e monitoramento. Consequentemente,  levando muito mais agilidade, conectividade e segurança de dados para os clientes Sankhya.

 

Gostou do conteúdo de hoje? Entre em contato conosco para conhecer todas as vantagens para a sua empresa em investir em Cloud Computing!

 

parceria-sankhya

VPN: o que é e porque ela imprescindível para a sua empresa?

vpn-segurança

 

O home office já é realidade para 55% dos profissionais no Brasil. No modelo de trabalho, o profissional não precisa estar dentro da empresa, apenas ter uma conexão que permita acessar sua rede. Com isso, o uso da VPN é extremamente importante, pois permite que a ação seja realizada com maior segurança.

 

A VPN garante que o acesso à rede interna da empresa seja feito, por um profissional que está em qualquer lugar do mundo, de forma segura. Entenda melhor o que é esse recurso e porque é imprescindível para sua empresa. 

 

O que é VPN?

A Rede Virtual Privada (Virtual Private Network – VPN) é um mecanismo de segurança por onde o tráfego de dados na internet é feito de forma privativa. Todo tráfego realizado por meio de um VPN é feito de forma segura e criptografada. Caso alguém esteja observando o fluxo de dados entre dois pontos de conexão, não poderá acessá-los. 

 

É mais seguro levar as informações de um ponto a outro da rede, sem correr o risco de que cibercriminosos estejam observando e preparando um ataque. A VPN atua como se fosse um firewall protegendo o computador, enquanto os dados trafegam pela rede. 

 

Por esse motivo, é amplamente usada em empresas que permitem a modalidade de trabalho remota. O profissional acessa a rede corporativa com maior segurança, pois ela está protegida de ponta a ponta. 

 

Como uma rede VPN funciona?

O objetivo da VPN é permitir que dois ou mais computadores se conectem de forma segura independente de onde estejam. Para isso, é necessário conectá-los a uma rede de internet e usar um programa ou comando de VPN em cada ponta. 

 

Na hora de acessar a rede da empresa, o computador que está recebendo o acesso identifica o IP da máquina que está solicitando o acesso. A identificação é feita, em grande parte dos casos, por um login e senha do funcionário. 

 

Tipos de conexões VPN

Pelo ponto de vista da topologia da rede, as conexões VPN podem ser divididas em dois tipos: Client to Site ou Remote Access e Site to Site ou Gateway to Gateway. Saiba quais são as características e diferenças desses dois tipos a seguir:

 

VPN Client

Conecta usuários remotos pontuais à rede. Esse tipo de rede é o mais recomendado para empresas que precisam alocar um colaborador dentro da empresa do cliente.

 

Nesse caso, o profissional se desloca para o cliente, com seu dispositivo corporativo. Uma estrutura de VPN Gateway é criada na rede do cliente e um VPN Client no dispositivo do colaborador – para permitir acesso à rede da empresa, com segurança.

 

VPN Gateway

A VPN Gateway conecta uma rede remota à uma rede local e costuma ser utilizada por empresas que precisam interligar unidades de negócios, como é o caso de uma matriz e suas filiais. Para que isso seja feito de forma segura, utiliza-se uma túnel VPN Site to Site.

 

As filiais devem ter uma conexão VPN Client configurada na rede local e o certificado gerado no VPN Gateway da matriz. A conexão é feita de forma segura, fechada pelo túnel VPN e disponibilizada para toda a rede. Assim, não é preciso configurar um VPN Client para cada dispositivo. 

 

Quais os benefícios da VPN para sua empresa?

vpn-segurança

 

Redes corporativas precisam operar com total segurança. Manter os dados sigilosos protegidos é um desafio que pode ser contornado com soluções que permitem a criptografia na troca e envio de informações. Veja como uma rede de proteção privada pode ajudar: 

 

  • Mobilidade: é possível conectar com locais diferentes, como se estivessem no mesmo espaço, com total segurança;
  • Produtividade: diminui a preocupação e os riscos que acabam limitando a produção dos profissionais, aumentando sua produtividade;
  • Economia: uma rede protegida tem menos riscos de perda de dados, com isso não será necessário investir em soluções para reverter danos;
  • Segurança: os profissionais não usarão redes gratuitas, o que diminui os riscos de invasão de cibercriminosos.
  • Escalabilidade: ter uma rede protegida diminui a preocupação, os riscos e possíveis danos causados por ataques cibercriminosos, com isso gestores podem se dedicar a outras áreas estratégicas da empresa. 

O uso da VPN proporciona inúmeros benefícios para as empresas, que vão depender, principalmente, das necessidades de cada negócio. O principal ponto desse serviço é que resolve problemas de conectividade, ao mesmo tempo em que mantém a rede segura. 

 

Gostou do conteúdo de hoje sobre VPN? Então, você vai gostar deste também sobre proteção contra ciberataques! E não se esqueça também de baixar o nosso material rico abaixo:

4 maiores tendências em Cloud Computing até 2025

tendencias em cloud computing

tendencia-cloud

 

Atualmente, conhecer as tendências em Cloud Computing é uma necessidade imperativa para as empresas. Isso porque essa tecnologia oferece várias vantagens. Seja na forma como armazenam seus dados ou como protegem suas informações, a computação em nuvem está beneficiando todos os negócios em todos os setores.

 

Mas, não para por aí. Novas soluções baseadas em nuvens estão surgindo com frequência. Por isso, as empresas precisam se preparar, desde já, para incorporar as novas ferramentas e desfrutar de todos os benefícios que essa tecnologia pode oferecer.

 

A seguir, confira algumas das maiores tendências em Cloud Computing até 2025!

 

1. Desenvolvimento da Internet de Tudo (IoE)

Provavelmente, você já está familiarizado com o termo Internet das Coisas ou Internet of Things (IoT). Com inovações contínuas em análise de dados, em tempo real, e na computação em nuvem, cada vez mais você irá ouvir falar de outro termo – Internet de Tudo ou Internet of Everything (IoE).

 

A computação em nuvem terá um papel fundamental no desenvolvimento da IoE. Isso porque esse processo possui grande dependência com a forma com que como as pessoas, processos, dados e coisas estão sendo conectadas. Com uma infraestrutura já consolidada, a Cloud Computing será capaz de simplificar e impulsionar a IoE e todas essas interações.

 

2. Integração entre nuvem e inteligência artificial

Uma das principais tendências em Cloud Computing, desde 2017, é uma maior integração com outras tecnologias. Com o crescimento da Inteligência Artificial (IA), em diversas indústrias, é inevitável que sejam oferecidas várias soluções que englobem recursos dessas duas tecnologias.

 

Em outubro de 2018, a HTF Market Intelligence, empresa especialista em análise de mercado, divulgou um relatório afirmando que a IA deverá ter uma taxa de crescimento de 53% até 2023.

 

Assim, podemos constatar que a computação em nuvem é essencial para o crescimento da IA, já que a maioria dos tipos de hardware não possui recursos para executar seus aplicativos de maneira eficiente. 

 

A tecnologia Cloud Computing melhora a velocidade e a precisão do processamento da IA que, em contrapartida, pode ser usada para operar e gerenciar a computação em nuvem. À medida que cada setor cresce, ele permite que o outro também se expanda.

 

3. Serveless Computing

A computação sem servidor, também conhecida como serverless, ainda é relativamente nova no cenário tecnológico. Apesar disso, ela já é considerada um avanço que pode revolucionar a maneira como as empresas operam.

 

De maneira resumida, trata-se de um tipo de serviço em nuvem no qual os provedores gerenciam aplicativos e distribuem recursos para as empresas conforme sua necessidade. Um dos seus diferenciais é que a cobrança é feita de acordo com a quantidade de vezes em que o serviço é utilizado, o que pode significar redução de custos em períodos com baixa atividade.

 

A computação sem servidor tem como objetivo economizar quantidades significativas de tempo, dinheiro e recursos, hospedando, executando e gerenciando as principais aplicações de um negócio. 

 

4. Popularização dos Cloud Brokers (corretores de nuvem)

À medida que as opções de serviços em nuvem aumentam, simultaneamente, também crescerá a necessidade de provedores de serviços que possam auxiliar as organizações na tomada de melhores decisões. Os chamados Cloud Brokers (ou corretores de nuvem) desempenham esse papel, ou seja, ajudando a decidir quais os melhores serviços de nuvem e qual a infraestrutura certa para cada empresa.

 

Embora esse segmento já exista há alguns anos, ele se expandirá e se popularizará, conforme as outras tendências em Cloud Computing forem se concretizando. A FWC, além de prover soluções em TI e em nuvem, também atua como Cloud Brokers, oferecendo uma gestão completa para as empresas.

 

Esteja atento às tendências em Cloud Computing

Você acabou de conhecer algumas tendências em Cloud Computing. No entanto, este é um mercado em que inovações surgem a cada momento. E uma das poucas certezas que se pode ter é que esta tecnologia continuará se expandido e trazendo diversos benefícios para as empresas.

 

Por isso, é importante analisar todos as soluções que são apresentadas e entender se elas podem ajudar o seu negócio a aumentar a produtividade, a segurança e a reduzir custos.

 

Além disso, se algumas dessas tendências em Cloud Computing lhe interessam, você deve começar a pesquisar mais sobre elas e a preparar sua empresa para a adoção futura.

 

Gostou do conteúdo de hoje sobre tendências em Cloud Computing? Se sim, então, você vai gostar deste também  com dicas sobre redução de custos em TI! Aproveite também para baixar o nosso material abaixo:

tendencia_cloud