FWC Group

BLOG

Quanto custa manter um servidor local?

Quanto custa manter um servidor local?

 

Sabe aquela sala que existe na sua empresa, repleta de servidores e equipada com nobreaks, fios, cabos, instalação elétrica potente, ar condicionado, softwares licenciados, entre outras coisas? Você já calculou quanto é necessário gastar anualmente com a sua infraestrutura e manutenção? E mais: já pensou no tempo que você investe para que tudo isso esteja sempre funcionando, afinal, todos os dados e toda a inteligência competitiva da sua empresa estão ali?​

 

Pode até parecer simples, mas, se colocarmos na ponta do lápis, esses gastos podem surpreender. Principalmente se pensarmos no longo prazo e nos constantes investimentos necessários para ampliar essa estrutura, já que a quantidade de dados gerados e processados diariamente só aumenta.

 

Atualmente, uma boa alternativa para reduzir esse custo é a implantação de servidores em nuvem, mas será que a economia é mesmo significativa? Pois é isso que vamos mostrar abaixo.

 

Como calcular

A primeira coisa que você precisa fazer é olhar além dos custos iniciais. Isso porque a definição do que é caro e do que é barato vai muito além do custo de um novo servidor interno ou de uma assinatura anual de servidores em nuvem. É preciso analisar quais são os custos contínuos de ambos:

 

  • Quanto você paga para operar, manter e atualizar uma solução local ao longo de sua vida útil (geralmente um período de cinco anos)
  • E quais são os outros custos que estão envolvidos em uma solução em nuvem?

É só de posse dessas respostas que você poderá tomar uma decisão acertada.

 

E o que levar em consideração?

Para responder às perguntas acima, alguns itens precisam ser levados em conta na hora de montar sua planilha de despesas. Por exemplo:

 

  • Licenciamento de Software – sistema operacional, antivírus, backup e banco de dados;
  • Hardware – servidores, storage, equipamento de backup, equipamentos de rede, depreciação;
  • Estrutura de data center – espaço físico, instalação elétrica, climatização, nobreak ou gerador, segurança física, rack, depreciação, cabeamento e seguro;
  • Equipe – colaborador (es) para cuidar do servidor e de sua manutenção (salário + despesas trabalhistas).

Para te ajudar a visualizar todos os custos, nós montamos uma planilha com os valores médios desses itens, em um cenário de servidor local, para 10 usuários. Confira:

Simulação de Custos TCO – On Premisses (10 usuários)

Despesas Aquisição Anual 5 anos
Licenciamento de Software R$ 85.000,00 R$ 17.000,00 R$ 170.000,00
Hardware R$ 63.000,00 R$ 12.600,00 R$ 126.000,00
Infraestrutura de DC R$ 19.900,00 R$ 1.990,00 R$ 29.000,00
Equipe R$ 5.000,00 R$ 60.000,00 R$ 305.000,00
      R$ 630.850,00

* Valores podem variar de acordo com o escopo do projeto de cada ambiente.

Lembrando que estamos falando de uma previsão bem conservadora, já que dependendo do tamanho da empresa, esses números podem ser ainda maiores.

 

Mas e na cloud? Como ficam esses gastos?

Bom, num servidor cloud, boa parte desses custos já estão embutidos no plano de contratação, como o banco de dados Oracle, por exemplo, que já tem seu licenciamento incluso no pacote FWC Cloud Experience. Além disso, você elimina os gastos com estrutura de espaço físico e conta com atendimento 24h. Confira:

Simulação de Custos Cloud (10 usuários)

INVESTIMENTO NA NUVEM

Ativação Mensal / Usuário 10 usuários Anual (10 usuários) 5 anos
Valor único igual a parcela R$ 120,00 R$ 1.200,00 R$ 12.000,00 R$ 60.000,00

* Valores podem variar de acordo com o escopo do projeto de cada ambiente.

Ou seja, nesse cenário específico, de um servidor para 10 usuários, a economia pode chegar a 90%.

 

E com o cloud você ainda passa a usufruir de soluções personalizadas de acordo com cada demanda, suas aplicações ficam acessíveis de qualquer lugar o tempo todo e você ganha escalabilidade, já que os servidores em nuvem podem se adaptar em tamanho de acordo com o aumento e a diminuição da carga de trabalho. Claro que tudo isso também é possível num servidor local, mas os custos para que isso aconteça são bem maiores e o processo muito mais moroso.

 

Além disso, todas as necessidades do seu servidor cloud são atendidas pelo seu provedor de nuvem, liberando seu tempo e seu dinheiro para que você possa cuidar de suas outras necessidades comerciais.

 

Já imaginou poder realocar toda essa verba sobressalente em outras áreas da empresa? Dá até para apostar no desenvolvimento e aplicação de novas tecnologias, como as que citamos em nosso último texto sobre as tendências para 2020, que irão otimizar ainda mais seu fluxo produtivo e expandir seu negócio.

 

Pense nisso!

 

Fale com nossos especialistas e conheça a solução ideal para seu negócio.