FWC Group

Como melhorar a produtividade agrícola com a Cloud Computing

Setor que impulsiona a economia brasileira pode se beneficiar ainda mais com a tecnologia Cloud

O agronegócio representa mais de 1/5 do PIB brasileiro, 21,4% de acordo com a CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil), e possui um dos setores produtivos mais modernos do mundo. Já se foi o tempo em que o agro era considerado um setor ultrapassado e com técnicas arcaicas.

 

Hoje, tanto as pequenas quanto as grandes propriedades agrícolas já possuem tecnologias que há pouco tempo eram inimagináveis para o setor. Alguns exemplos que já fazem parte do dia-a-dia do produtor rural são a agricultura de precisão, os drones e a inteligência artificial.

 

Todas essas técnicas e inovações possuem o objetivo principal de aumentar a produtividade, qualidade e lucratividade do setor agrícola. E a tecnologia Cloud surge como uma nova tendência que, se somada aos avanços já existentes, poderá impulsionar ainda mais os resultados do setor.

Como a nuvem pode ajudar?

A Cloud Computing é a base para a adoção de diversos processos tecnológicos, pois agora a quantidade de dados gerados aumentou muito e necessita de uma estrutura de armazenamento e processamento segura e eficaz. Por esse motivo a nuvem é ideal para a modernização do campo. Ela oferece a infraestrutura necessária para esse processo. 

Além disso, a escalabilidade da nuvem é mais uma vantagem considerável. Sabemos que o agro possui diversos fatores que influenciam diretamente em seus resultados. Portanto, em determinada época, a demanda pode ser maior do que a esperada. E se a estrutura produtiva não puder ser aumentada para dar conta desse aumento? Com a estrutura em nuvem, as empresas agrícolas conseguem ajustar o tamanho de sua estrutura com relação ao volume de dados sem se preocupar com aquisição, configuração e manutenção de servidores e demais equipamentos de TI.

Outro diferencial competitivo da adoção da Cloud Computing é a redução de custos que ela traz. É possível que os gastos com soluções em Ti caiam em até a 80% dentro de um prazo de até 5 anos. O que significa maior investimento em produtividade e novas técnicas que vão ajudar a melhorar ainda mais os resultados operacionais.

Quer saber mais sobre como a Cloud Computing pode colaborar com o setor agrícola? Então acesse e baixe o E-book Agro 4.0 – Computação em nuvem para gestão agrícola.  Ainda, se preferir entre em contato com um dos especialistas aqui na FWC para uma consultoria gratuita sobre a implantação da tecnologia Cloud no seu negócio. Basta acessar o banner abaixo.

Monitoramento de banco de dados: qual importância para a eficiência da sua empresa?

 

O monitoramento de banco de dados é o acompanhamento da disponibilidade, funcionalidade e do desempenho dos recursos do database. Assim, esse procedimento visa criar e manter uma infraestrutura de aplicações eficazes e altamente disponíveis para o usuário final. Com isso, as empresas ganham maior eficiência, além de reduzir custos.

 

Os bancos de dados são a base do funcionamento dos negócios. Por isso, representam um dos sistemas mais críticos de muitas empresas. Atualmente, a complexidade das aplicações está aumentando e as infraestruturas de TI estão se tornando muito mais diversificadas, mesclando serviços locais e em nuvem.

 

Com aplicações complexas trabalhando em infraestruturas heterogêneas, o monitoramento de banco de dados possibilita a identificação de problemas de maneira rápida e precisa. Assim, esse procedimento ajuda a equipe de TI solucionar incidentes antes que eles afetem os usuários finais. Saiba mais a seguir!

 

A importância do monitoramento de banco de dados

Atualmente, quase todas as atividades desempenhadas nas empresas dependem de uma aplicação da TI. Por isso, quando o banco de dados não funciona como esperado, isso afeta diretamente o desempenho de quase todas as áreas. Além disso, quando os problemas não são solucionados rapidamente, a inatividade de diversas operações resulta em perda de receita e menor produtividade.

 

Ademais, muitas empresas oferecem serviços on-line a seus clientes, que dependem do bom funcionamento do banco de dados. Dessa forma, um desempenho eficiente do Database também impacta diretamente no nível de satisfação do cliente.

 

Assim, os serviços de monitoramento de banco de dados permitem acompanhar o desempenho das aplicações e fornecem informações abrangentes. Dessa forma, é possível determinar os procedimentos necessários que podem ser efetuados antes que ocorra uma falha nas operações vitais do negócio.

 

Quando esse monitoramento é realizado por um time de especialistas, incluindo DBAs certificados, o nível de entrega consegue ser elevado ao máximo, esses profissionais são capazes de ver o dashboard de forma rápida e conseguem ir diretamente ao ponto de um possível problema sem a necessidade de um longo processo de análise. Ao contratar um provedor de soluções de banco de dados, analise como é feito a entrega do monitoramento.

 


Dicas para um projeto de monitoramento de banco de dados

O esboço a seguir é uma lista de itens a serem considerados ao se implementar um sistema de monitoramento de banco de dados:

Como monitorar?

  • Utilize uma ferramenta de monitoramento que conte com um sistema de alertas sobre problemas de desempenho ou disponibilidade para componentes do banco de dados;
  • Correlacione os problemas do Database com as métricas de resposta do usuário final para uma avaliação precisa do desempenho;
  • Gere relatórios abrangentes, com base no histórico de desempenho, para avaliar problemas de utilização e capacidade e elaborar estratégias de melhorias.

O que constitui um problema?

  • Ficar sem recursos essenciais que o banco de dados precisa para executar corretamente (CPU, memória, armazenamento, tráfego, etc.);
  • Alarmes ou alertas gerados pelo banco de dados;
  • Incapacidade de acessar o banco de dados;
  • Baixo desempenho e tempo de resposta;
  • KPIs que excedem os valores limite;

O que você deve fazer quando um problema é identificado?

  • Priorizar e encaminhar alertas de alta gravidade com mensagens de texto ou alertas por e-mail, SMS, telegram e etc.
  • Para problemas recorrentes, criar notas detalhadas no alerta para acelerar a resolução.

Quais são os benefícios do monitoramento de banco de dados?

  • Reduz o tempo e os recursos necessários para suportar bancos de dados;
  • Melhora o desempenho do usuário final;
  • Melhora o planejamento de capacidade, determinando se os problemas podem ser resolvidos com a atualização de configurações;
  • Além de solucionar problemas de desempenho de maneira proativa antes que eles sejam percebidos pelos usuários finais.

Conheça o FWC Monitor

O FWC Monitor é uma ferramenta de monitoramento e análise, na qual é possível verificar, em tempo real, qualquer modificação anormal nos processos do ambiente ou somente do seu banco de dados. Assim, é possível indicar a indisponibilidade de um sistema ou baixa performance nos serviços. Além disso, ele é capaz de identificar riscos e problemas pontuais de forma antecipada, agilizando a recuperação do funcionamento normal do ambiente.

 

Com isso, essa ferramenta também proporciona o envio do histórico de dados sobre o funcionamento do ambiente. Além disso, essas informações auxiliam no desenvolvimento de melhorias, ajustes e upgrades de forma racional. Ademais, o cliente consegue visualizar e acompanhar todas as métricas do ambiente.

 

O FWC Monitor já vem integrado para sua utilização. Por isso, é acessível via web e possui um layout intuitivo e elegante. Ou seja, tudo isso para uma melhor visualização das métricas, facilitando a navegação e garantindo uma experiência única para você.

 

Funcionamento do FWC Monitor

Os dados são coletados dos servidores em tempo real. Por isso, em cada um desses equipamentos existem agentes que enviam os dados coletados para uma base central. Posteriormente, o FWC Monitor retira a informações para compor os gráficos de controle.

 

Assim, as informações servem para monitoramento do desempenho do processador, memória, discos, tráfego de rede e do banco de dados. Com isso, é possível obter os seguintes benefícios:

 

    • Detecção e registros de incidentes;
    • Aumento de disponibilidade dos recursos de TI;
    • Diagnóstico em tempo real de servidores;
    • Visualização em dashboard acessível de qualquer lugar;
    • Histórico de desempenho;
  •  
    • Funcional com os principais banco de dados do mercado (Oracle, SQL Server, Postgre, Firebird, dentre outros)
  •  
    • Além disso, envio de dados para auxílio na investigação ativa ou proativa.

A FWC oferece soluções completas em Database para o seu negócio. Clique aqui para conhecê-las.

 

monitoramento-banco-de-dados

 

Transformação digital: como a Cloud pode auxiliar as empresas

 

A economia global está tendo que se adaptar para lidar com as consequências do Coronavírus, a pandemia que atingiu 193 países e vem afetando a rotina – e até a subsistência – de pessoas em todo o mundo.

 

Com o distanciamento social e os constantes pedidos das autoridades de saúde para que as pessoas, se possível, permaneçam em casa, muitas empresas – grandes ou pequenas – passaram a ter dificuldades para atender as determinações e ainda se manter em funcionamento, sem comprometer a produtividade.

 

E de fato os tempos são difíceis. Por um lado, é preciso garantir a segurança de sua força de trabalho, enquanto, por outro, não se pode simplesmente parar as operações e ter que, cedo ou tarde, reduzir pessoal. Logo, para contornar essa situação, muita gente precisou se render ao home-office.

 

No entanto, é importante destacar que embora pareça uma migração simples, implantar esse novo formato de trabalho também tem seus desafios, afinal, de uma hora para outra você precisa desenvolver meios seguros para gerenciar equipe, alocar trabalho e até garantir acesso a dados importantes, de locais diferentes.

 

E foi nesse novo cenário mundial, que muitas empresas que antes tinham algumas ressalvas com relação ao Cloud, passaram a conhecer e entender melhor seus inúmeros benefícios. Isso porque fatores importantes como acessibilidade, escalabilidade, segurança e facilidade de manutenção permitem que as soluções em nuvem se tornem uma opção extremamente atraente – e com excelente custo benefício – neste momento.

 

Ou seja, se você tem uma infraestrutura baseada em nuvem, não apenas pode estruturar e operar melhor o seu negócio em meio à crise global, mas também pode se beneficiar de inúmeras outras vantagens que a tecnologia oferece. Vamos a elas:

 

Segurança robusta 

Um ambiente Cloud conta com recursos de segurança de dados extremamente sofisticados. Na nuvem, sua empresa não está apenas protegida contra possíveis perdas, mas também contra vulnerabilidades de segurança. Preocupações muito importantes em qualquer ocasião, mas ainda mais relevantes quando se trata de gerenciar os negócios remotamente.

 

Confiabilidade absoluta 

Juntamente com a segurança, outro item de destaque quando se opta por uma solução Cloud é a confiabilidade, principalmente quando se trata de executar operações comerciais em uma infraestrutura de software. As soluções em nuvem oferecem recursos como backup de dados, recuperação de desastres e gerenciamento de continuidade de negócios, entre outros serviços.

 

Redução de custos

Um outro benefício para quem migra sua empresa para o universo Cloud, é a redução de custos. Acredite, com operações de negócios baseadas em nuvem, você economiza uma quantia significativa de dinheiro.

 

Essas economias podem estar relacionadas ao aumento de eficiência e também à implantação de outros recursos que o Cloud oferece, como o banco de dados, backup automático,  fileserver em cloud e muito mais. Inclusive, nós falamos um pouco sobre essa questão dos custos de um servidor Cloud em outro texto aqui do nosso blog.  Vale a pena conferir.

 


Agilidade

Migrar para Cloud também ajuda a tornar as organizações mais ágeis, já que com os recursos na nuvem, o tempo de resposta das aplicações costuma ser mais rápido. Como nada fica armazenado em máquinas físicas, e sim no ambiente virtual, evita-se a sobrecarga da rede, o que resulta em mais produtividade e eficiência.

 

Além disso, caso haja necessidade de expandir seu espaço de armazenamento, o processo também é bem mais rápido no ambiente Cloud, podendo ser feito em minutos.

 

Adaptação à nova realidade  

Escolher uma solução em nuvem hoje significa que o seu negócio estará pronto para enfrentar as novas mudanças e desafios que o amanhã pode trazer. Além disso, muitos especialistas afirmam que essa adesão das empresas ao home-office irá mudar definitivamente as relações de trabalho daqui pra frente, já que para muitas empresas os resultados vem sendo satisfatórios.

 

Logo, se havia um temor com relação aos riscos de implantar esse novo sistema, tudo isso caiu por terra nos últimos meses.

 

Possibilidade de customização

Outra vantagem, principalmente quando falamos de uma Cloud Privada ou Cloud Corporativa é a possibilidade de customização. Por se basear em um modelo de arquitetura proprietária, ela permite total controle sobre o ambiente, armazenando o ERP, CRM e outros sistemas da empresa num portal online, fornecendo segurança e flexibilidade de acesso aos usuários. Diferentemente das nuvens públicas, mais voltadas para o armazenamento de arquivos de usuários comuns.

 

Aqui na FWC nós podemos te ajudar com essa migração – do ambiente on premise para o Cloud – levando em consideração as necessidades individuais do seu negócio e montando um planejamento especialmente voltado ao seu nicho de atuação. Além disso, oferecemos suporte irrestrito, 24h por dia, e trabalhamos com valores em moeda local, para que sua empresa não fique vulnerável às oscilações de câmbio.

 

E se você ainda não consegue migrar definitivamente para a nuvem, seja por causa da sua política de negócios ou porque você acabou de reestruturar seus servidores locais, adquirindo novas máquinas, por exemplo, também desenvolvemos recentemente novas ferramentas especialmente para você, como o FWC Connect Plus, uma solução de conexão remota que atende os protocolos de segurança, visando levar flexibilidade e ainda mais controle para o dia a dia da sua empresa. A ferramenta possui acesso via browser, podendo ser utilizada por colaboradores em qualquer lugar do país e do mundo.

 

 

 

 

 

 

 

Servidor de Arquivos em Cloud: entenda os benefícios e saiba como escolher o seu

Os smartphones foram os grandes responsáveis por apresentar para o público geral o serviço de armazenamento de dados em nuvem (principalmente para fotos e vídeos, neste caso), mas os Servidores de Arquivos em Cloud vem se tornando realidade também no universo corporativo.

 

De fato, são muitos os benefícios que essa tecnologia oferece, principalmente nos quesitos segurança, praticidade e facilidade de acesso.

 

Ao optar por um servidor de arquivos na Cloud, por exemplo, não importa o que aconteça com o seu computador, servidor on premise ou prédio de escritórios, você sempre terá uma cópia segura dos seus dados salva em um ambiente confiável e com acesso restrito. Além disso, o armazenamento de dados na nuvem também fornecem camadas adicionais de segurança contra ataques virtuais.

 

Outra vantagem muito significativa, principalmente no atual momento em que o mundo se encontra, é que com um Servidor de Arquivos na Cloud é muito mais fácil liberar os funcionários para trabalhar remotamente, por exemplo. Quando todos os seus arquivos de trabalho são armazenados na nuvem, eles podem ser acessados de qualquer lugar com conexão à Internet.

 

Mas como escolher a melhor opção?

A quantidade de players padrão disponíveis no mercado é imensa, mas é preciso ter em mente que as necessidades de uma empresa são bem diferentes das necessidades de um usuário comum. Por isso, deixar de lado esses players e buscar um Servidor de Arquivos na Cloud privada irá permitir que você tenha uma entrega totalmente personalizada, baseada no seu modelo de negócio e que atenda às suas necessidades.

 

Além disso, outro diferencial importante é que a empresa te ofereça um atendimento humanizado, suporte com alta disponibilidade e, em tempos de moeda instável, te permita fazer toda a negociação em Reais, para evitar surpresas durante a vigência do contrato.

 

E pensando nessa necessidade de personalização conforme a demanda do cliente, aqui na FWC nós oferecemos cinco tipos de diferentes de modelos de File Server com tecnologia Cloud. Confira como funciona cada um deles:

 

1. Servidor de Arquivos via Rede (mapeamento) (VPN Site to Site e/ou Client to Site)

Através de uma VPN, que pode ser Client to Site ou Site to Site, conectamos os usuários ao servidor de arquivos. Se a escolha for pelo modelo Client to Site, a conexão é usada para conectar um dispositivo individual, como um laptop ou telefone celular, à rede da empresa. Já a conexão Site to Site é mais indicada quando vários locais precisam estabelecer conexões seguras pela Internet ou outras redes públicas, prática muito comum em empresas que possuem matriz e filiais, por exemplo.

 

2. Servidor de Arquivos via FWC Connect (com Microsoft Office no servidor)

O FWC Connect também pode ser a porta de entrada ao seu Servidor de Arquivos na Nuvem. Com isso, além de todos os benefícios da ferramenta, como flexibilidade de acesso e segurança aprimorada, você ainda consegue se conectar ao seu servidor, de maneira prática e confiável. A grande vantagem desse modelo específico, é que ele vem com o Microsoft Office instalado no servidor virtual para que os usuários possam abrir um documento no Word, Excel, Powerpoint, etc, diretamente no servidor, sem a necessidade de realizar o download na máquina de acesso. Para isso, no entanto, é necessário adquirir à parte o licenciamento do Office no servidor.

 

3. Servidor de Arquivos via FWC Connect (sem Microsoft Office no servidor)

Caso o acesso ao Microsoft Office não seja necessário na sua empresa, também temos o mesmo modelo de File Server citado acima, mas sem necessidade do licenciamento do pacote Office.  Todos os benefícios do FWC Connect se mantém e a única diferença é que os usuários irão precisar baixar os arquivos em sua máquina para realizar as edições necessárias e, depois, subi-lo novamente no servidor digital.

 

4. Servidor de Arquivos via Portal de Acesso

Neste quarto modelo, o acesso não é realizado através do FWC Connect, mas sim de um portal exclusivo para arquivos, também desenvolvido pela equipe da FWC. O dashboard é bem similar ao GDrive e OneDrive, porém, assim como o modelo acima, ele também não permite criação e edição de arquivos diretamente no servidor. No entanto, sua principal vantagem é que ele pode ser instalado e sincronizado em uma máquina específica, exatamente igual ao GSUITE, criando um novo espaço de armazenamento que ficará diretamente linkado ao servidor, o que facilita muito o acesso aos arquivos.

 

5. File Server via NAS (NETWORK ACCESS STORAGE) – Venda e/ou Serviço

Para finalizar, temos um pacote especialmente voltado aos clientes que possuem um NAS (Local/On premise). Neste caso, nós fornecemos a gestão do NAS com backup dos arquivos na nossa nuvem. O acesso também se dá por um portal web e, assim como os anteriores, o arquivo ser precisa ser baixado na máquina local e, após a edição, ser upado novamente. Esse modelo também é muito recomendado para quem faz uso de arquivos pesados como Autocad, Photoshop, etc, já que o NAS possui um espaço de armazenamento muito maior (com capacidade, muitas vezes, para vários Terabytes) e com redundância.

 

Portanto, se você está em busca de uma opção de File Server em Cloud que atenda às necessidades específicas do seu negócio e possa ser personalizada de acordo com essas demandas entre em contato com a nossa equipe comercial, tire suas dúvidas e peça um orçamento.

 

Sua empresa aderiu ao home-office? Saiba como gerenciar a rotina dos seus colaboradores

 

Segundo dados da Pesquisa Home Office 2018, realizada pela Sociedade Brasileira de Teletrabalho e Teleatividades (SOBRATT), 45% das empresas brasileiras já adotam a prática do home-office e 15% avaliam a viabilidade da medida ou  planejam sua implantação.

 

E os fatores responsáveis pelo constante crescimento desse modelo de trabalho são vários e vão desde a busca por melhoria da qualidade de vida dos colaboradores, até redução de despesas com espaço físico nas empresas ou mesmo preocupação com o meio ambiente e com a poluição gerada pelos congestionamentos de veículos, por exemplo.

 

Mas os benefícios não se restringem a isso. Muitos funcionários que trabalham em casa, afirmam que a mudança permitiu melhorar seu engajamento no trabalho, reduziu a carga de stress, permitiu que eles se sentissem mais confiantes e trouxe ganhos diretos na qualidade de vida pessoal e familiar.

 

Mas, como tudo na vida, o trabalho remoto também tem seus desafios. Isso porque a maioria dos gestores e gerentes ainda não está familiarizada com os novos formatos de gerenciamento de funcionários à distância, o que, num primeiro momento, pode gerar desconfiança e insatisfação.

 

Por isso, contar com as ferramentas certas pode ajudar a otimizar parte do processo e auxiliar na administração dessas questões de forma automatizada e sem desgastes pessoais desnecessários.

 

Confira algumas das nossas sugestões:

Incentive os apps para videoconferência

A solidão é uma das queixas mais comuns sobre trabalho remoto, com funcionários perdendo a interação social que ocorre normalmente em um ambiente de escritório. E os colaboradores mais extrovertidos são os que podem sofrer mais com o isolamento a curto prazo. Por isso, as videoconferências são fundamentais. Abuse das ferramentas de bate-papo por vídeo (como Skype, Google Hangouts e Zoom) e recorra a elas sempre que puder.

 

Foque na segurança

Com uma equipe trabalhando de forma remota, mesmo que os colaboradores estejam instruídos sobre a necessidade de evitar o uso de Wi-Fi público, de garantir que os roteadores Wi-Fi domésticos sejam suficientemente seguros e de verificar a segurança dos dispositivos que eles usam para trabalhar, fica difícil garantir que seu servidor estará 100% seguro. Por isso, busque fechar quaisquer vulnerabilidades que a empresa possa vir a ter e foque em garantir que documentos e arquivos sigilosos permaneçam confidenciais, independentemente de qualquer coisa.

 

Aposte em boas ferramentas

Para ajudar nesse processo de reforçar a segurança dos dados da sua empresa, tornando-o ainda mais simples e seguro, nós desenvolvemos o FWC Connect, que facilita o acesso às ferramentas oferecidas pelo ERP da empresa com as vantagens da segurança dos dados em nuvem e da mobilidade para utilizar o sistema de qualquer local, bastando apenas uma conexão à internet.

 

Além disso, também passamos a oferecer recentemente o FWC Connect Plus, uma solução de conexão remota que atende os protocolos de segurança, visando levar flexibilidade e ainda mais controle para o dia a dia da sua empresa. A ferramenta possui acesso via browser, podendo ser utilizada por colaboradores em qualquer lugar do país e do mundo.

 

Outra vantagem é que a novidade conta com extensões para aumentar ainda mais a segurança dos seus dados, como a autenticação de dois fatores (Two Factor), por exemplo, que registra um código de autenticação dinâmico para cada usuário, e o Advance Control, que possibilita, entre outras coisas, definir as permissões de acesso (como dias e horários de cada colaborador), especificar locais de acesso baseados em localizações geográficas e gerenciar a jornada de trabalho dos membros da equipe.

 

Saiba mais sobre cada uma delas:

 

Two Factor

Fácil configuração

Possui configuração simples e ainda permite que, caso algum usuário perca ou substitua seu dispositivo de autenticação, um novo código seja gerado de maneira rápida e fácil.

 Fácil de usar

A extensão oferece conveniência para os usuários, ao fazer login em aplicativos com o Facebook ou com o Twitter, mas conta com a segurança adicional das senhas dinâmicas.

Camada extra de segurança

Protege do risco de vazamento, fornecendo senhas fortes e sem atritos. Com um único toque, os usuários podem gerar dados dinâmicos e únicos.

Disponível offline

É possível gerar o segundo fator de autenticação a partir de dispositivos móveis de modo offline, ou seja, sem a necessidade de uma conexão de internet.

Advance Control

Conexão Localizada

Determine os países e regiões em que seus usuários terão permissão para acessar o ambiente

Defensor Bruto

Defenda-se dos ataques constantes dos

robôs que tentam adivinhar a senha do seu ambiente.

Permissões

Centralize e organize a lista de permissões de usuários/grupos e de pasta/arquivos,

deixando tudo visível em um único painel

Horas de trabalho

Delimite os dias e horários necessários para as suas operações comerciais. Com isso, acessos realizados fora do horário são bloqueados

E o melhor: essas extensões são opcionais e independentes, podendo ser adquiridas em conjunto ou de forma individual, conforme a necessidade do seu projeto.

 

Para saber mais sobre as ferramentas, entre em contato conosco.

 

Home Office: Sua empresa precisa de um acesso remoto seguro!

home-office-connect

 

Na atualidade, muitas empresas estão se adequando e deixando como opção para seus colaboradores o trabalho remoto, seja em home office, coworking, filiais ou de qualquer outro lugar que houver a necessidade de se estar.

 

Esse formato de trabalho exige que a empresa faça uso de tecnologias que permitem que o acesso aconteça de forma de segura, ou seja, que o colaborador possa acessar seus arquivos, ERP’s e sistemas da sua empresa, sem correr o risco de deixar o caminho livre para que invasores realizem algum tipo de ataque ao seu ambiente de TI, gerando graves consequências.

 

Uma tecnologia muito utilizada, que permite esse tipo de acesso, é a migração do ambiente de TI para a Cloud Computing. Essa tecnologia traz uma redução de custos muito significativa ao setor de TI da empresa, além de aumentar a segurança do ambiente, gerar mais flexibilidade de acesso e de ser completamente escalável, acompanhando o crescimento do seu negócio.

 

Mas você sabia que é possível colocar os colaboradores para atuarem através de trabalho remoto, mesmo sem utilizar a tecnologia cloud? Continue a leitura para descobrir como.

 

Vantagens do trabalho Remoto

 

A liberdade de trabalhar de forma remota traz diversas vantagens para as empresas e para os colaboradores e a flexibilidade que esse modelo agrega tem sido bem visto e adotado tanto no âmbito público quanto no privado.

 

Apesar do aumento da adoção desse modelo de trabalho nessas últimas semanas, o trabalho remoto ou home office não é uma novidade e foi regularizado em 2016 pela Resolução nº 227 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ)

 

Esse modelo de trabalho permite uma redução de custos, eliminar tempo gasto com deslocamento, maior liberdade para gerenciamento do tempo livre e uma fidelização ainda maior da confiança entre empresa e colaborador.

 

Uma das principais vantagens está associada a facilitar e encurtar o caminho de uma informação até um cliente, por exemplo. Afinal de contas, a venda é uma importante parte do pilar de sustentação de uma empresa.

 

Acessar um documento, importar informações para um sistema da empresa, consultar informações de cadastro de clientes e parceiros, atualizar informações financeiras e faturar são apenas alguns exemplos que estão presentes na rotina de uma empresa e que podem ser realizadas de forma remota.

 

Segurança de conexão deve ser prioridade

 

Como falamos, diversas atividades rotineiras de uma empresa podem ser exercidas fora das dependências corporativas. Tanto que algumas empresas já têm a capacidade de operar 100% de forma remota. Mas para isso acontecer, é muito importante se atentar com a segurança de conexão.

 

Quando a empresa já conta com o ambiente de TI migrado para a Cloud Computing, já está contemplado com diversas barreiras de segurança e, ainda, conta com a vantagem do acesso remoto seguro.

 

Mas para as empresas que não utilizam essa tecnologia, a solução é contar com uma ferramenta específica para conexão remota, que garantirá mais segurança para acessar os sistemas da empresa sem correr o risco de uma invasão, gerando a perda de informações, sequestros e vazamento de dados, implicando ainda, nas consequências das Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

 

As soluções específicas para conexão remota disponibilizam serviços de conexão utilizando certificado SSL (Secure Sockets Layer), que é um protocolo para estabelecer um canal de comunicação seguro entre dois computadores, compatível com todos os sistemas operacionais e navegadores do mercado.

 

Além disso, algumas delas já são desenvolvidas em conformidade HTTP, HTTPS e RDP, que são protocolos que permitem que o que o computador troque informações com o servidor que abriga o site.

 

Por isso, é essencial contar com um provedor de soluções em TI confiável e com experiência de mercado, que ofereça soluções de segurança, como a FWC Inteligência e Gestão em TI, que desenvolveu o FWC Connect PLUS, uma solução de conexão remota que atende os protocolos de segurança, pensando na flexibilidade do dia a dia da sua empresa.

 

Com o FWC Connect PLUS não é necessário baixar nenhum aplicativo ou plug-in, pois seu acesso é via browser, bastando apenas acesso à internet. Além disso, ainda conta com extensões para aumentar ainda mais a segurança, como a autenticação de dois fatores e advance control, onde é possível definir as permissões de acesso e acompanhar a jornada de trabalho do colaborador, por exemplo.

 

Quer saber mais sobre o FWC Connect PLUS? Clique na imagem abaixo!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

conexão-remota-segura

O impacto da Cloud Computing na Construção Civil

 

Quando falamos em Cloud Computing associamos diretamente à tecnologia de ponta que veio para revolucionar e ser uma grande aliada para as corporações, inclusive as que pertencem ao setor da Construção Civil.

 

Há algum tempo, nos canteiros de obras, as redes de arquivos e processos de tecnologia, no geral, eram utilizadas através de uma infraestrutura de TI local, ou seja, todos os servidores e tudo o que eles exigem. Porém, este cenário mudou, e muito!

 

Isso porque muitas construtoras e incorporadoras estão adotando a Cloud como uma solução que permite eliminar boa parte da infraestrutura local e continuar tendo acesso a esses recursos com total segurança e, principalmente, redução de custos.

 

Visto o cenário econômico e competitivo atual, utilizar essa tecnologia em projetos e obras é um grande diferencial para construtoras que buscam eficiência e produtividade. Portanto, é preciso

compreender de forma mais aprofundada como a Cloud impacta a Construção Civil. Confira a seguir:

 

A Construção Civil e a Cloud Gerenciada

 

Através da utilização da Cloud é possível facilitar a operação entre canteiros de obras e escritório administrativo, centralizando todo o gerenciamento da TI em um único Data Center, ou seja, em um local único e extremamente eficaz.

 

Mas não basta contratar apenas um ambiente em Cloud.

 

Qualquer ambiente, seja em Cloud ou não, precisa de gerenciamento, monitoramento e especialistas que saibam arquitetá-lo de acordo com a necessidade de cada projeto. É necessário avaliar o que exatamente será migrado e entender como utilizar a Cloud de maneira inteligente, de forma que possa extrair o máximo desta tecnologia para a Construção Civil. A Cloud Gerenciada traz reais benefícios à Construção Civil pois é uma solução completa.

 

O impacto que a tecnologia trouxe à Construção Civil

 

A Cloud influencia diretamente o gerenciamento do projeto e obras, possibilitando acompanhar as constantes evoluções do setor da Construção Civil, com isso, gera-se novos processos e materiais que facilitam o alcance da produtividade e na redução dos custos.

 

Nesse sentido, podemos concluir que os benefícios da Construção Civil são variados:

 

Na gestão de projetos, como citamos anteriormente, a Cloud colabora com a possibilidade de utilizar sistemas e aplicações de forma remota. O que colabora também para uma gestão financeira mais eficiente, visto que controla de forma mais rápida o fluxo de fornecimento de insumos e materiais, possibilitando uma gestão adequada de mão de obra em cada etapa.

 

Um outro benefício da Cloud para a Construção Civil é o aumento da segurança para o ambiente de TI, com a utilização de antivírus, firewall, criptografia, backups diários e a gestão e monitoramento de banco de dados.

 

Mas não é só isso, quando falamos em redução de custos, com a tecnologia Cloud é possível chegar a uma economia de até 80% com os custos de TI. Isso porque há redução com a equipamentos, mão de obra especializada em TI e outro ativos como energia, espaço e climatização adequada.

 

Estudo de caso – Lucio.

 

Um bom exemplo é o caso da Lucio, que atua há mais de 50 anos em diversas frentes no segmento imobiliário, com mais de 2,2 milhões de metros quadrados construídos e reconhecida pela diferenciação dos seus produtos de alto padrão e valor agregado, que percebeu a necessidade de migrar para a Cloud quando identificaram problemas de desempenho decorrentes de limitações de equipamentos, de hospedagem e de estrutura.

 

“Quando decidimos migrar para a Cloud, foi porque além de problemas estruturais, tínhamos um volume de trabalho muito grande, que despendia de muito tempo e colaboradores para realização de backups e administrar toda a infraestrutura” – Afirma Oswaldo Neto, Coordenador de TI da Lucio.

 

Com a Cloud, esses problemas foram solucionados. Além disso, outros fatores foram essenciais para que a Lucio decidisse pela migração, como: ganho de flexibilidade de acesso através de dispositivos móveis e via navegador, redução do volume de serviço interno, a gestão e monitoramento proativo e maior segurança dos dados.

 

Para a escolha do provedor Cloud eles decidiram pela confiança no fornecedor, que já eram clientes desde 2016. “Optamos pela FWC, pois possuem um atendimento ágil, não costumam dar problemas e atendem proativamente qualquer alteração em nosso ambiente. Confiamos nos serviços da FWC.” Diz Alberto Lucio, Diretor de Tecnologia.

 

“A migração ocorreu de forma rápida e muito assertiva. A equipe, que é altamente capacitada, conseguiu acertar a dimensão de tudo desde o início” – Completa Alberto.

 

Conclusão

 

Contar com um suporte especializado no planejamento é fundamental para as empresas. Com a FWC, por exemplo, a segurança é ampliada devido a utilização dos melhores softwares disponíveis no mercado, além de contar com profissionais especializados que monitoram e gerenciam de forma proativa todo o ambiente. Isso tudo para prevenir qualquer contratempo.

 

Quer saber mais sobre a Cloud Computing e como a FWC pode ajudar a sua empresa? Solicite agora mesmo uma consultoria com os nossos especialistas!

 

Banco de dados em compliance: tudo o que você precisa saber


A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) que entrará em vigor em breve no Brasil, irá endurecer ainda mais a regulamentação contra o uso de softwares piratas no país. O assunto já havia voltado à pauta de discussões anteriormente, quando o termo compliance passou a ser tratado de forma intensa dentro das empresas e organizações.

E esse fechamento de cerco não é por acaso. Em 2018, por exemplo, mais de 46% de todos os softwares comercializados por aqui eram piratas. Os números foram divulgados no ano passado pela ABES (Associação Brasileira das Empresas de Software) e mostravam que esse comércio ilegal gerava um prejuízo de mais de US$ 1,7 bilhão.

Também se engana quem pensa que esse mercado é movimentado apenas por pessoas físicas ou pequenos negócios. Empresas muito grandes também já tiveram problemas legais devido ao uso de softwares irregulares. A Nike, por exemplo, foi acusada, em 2018, nos Estados Unidos, de usar cópias ilegais e chaves crackeadas de um banco de dados. A empresa, claro, contra argumentou.

Mas quais são os riscos atrelados ao uso do software pirata?

A maioria deles já é de conhecimento de todos, como a vulnerabilidade do sistema e a possibilidade de bloqueio das funcionalidades. Isso acontece porque, boa parte dos arquivos irregulares possuem códigos maliciosos incorporados, que podem obter acesso aos seus dados, deixando você vulnerável a ataques, roubos, perdas ou vazamentos de dados. Além disso, esses softwares piratas não recebem as atualizações lançadas pelos desenvolvedores. Com isso, o usuário fica sem as correções, alertas de segurança, reparações de dados ou atualizações de patches fundamentais, ou seja, suas funcionalidades vão ficando comprometidas e podem, até mesmo, impossibilitar completamente o uso da ferramenta, deixando toda a sua empresa na mão, de uma hora para outra.

Mas, apesar da relevância dos apontamentos acima, existe uma outra questão que também precisa ser levado em consideração são os problemas legais que isso pode causar.

De acordo com a legislação brasileira, violar direitos autorais de um programa de computador implica em pena de detenção de seis meses a dois anos ou multa. Além disso, se a cópia ilegal for comercializada, a pena pode chegar a quatro anos de reclusão e multa.

Ou seja, pode até parecer que o uso dessas ferramentas irá proporcionar uma economia no curto prazo, mas os riscos envolvidos na prática podem ser gigantes, excedendo, inclusive, os valores que você gastaria para ter um produto devidamente licenciado.

Como evitar problemas

Bom, nós até gostaríamos de te oferecer uma saída mágica e inovadora para isso mas, infelizmente, não será possível. A única maneira de você conseguir evitar os problemas que citamos acima é investindo em softwares licenciados.

Leve em consideração que, além da segurança em relação aos seus dados e ao desempenho da sua equipe, softwares licenciados contam com suporte técnico total para resolver os problemas que podem acontecem ao longo do processo.

Também desconfie de empresas que oferecem soluções muito baratas ou anunciam pacotes de serviços com softwares inclusos. Para garantir que a oferta é real e que você não estará adquirindo uma chave de uso irregular, entre em contato com o desenvolvedor da aplicação em questão e confirme se existe mesmo a parceria com a empresa que você está contratando.

Aqui na FWC, por exemplo, nós somos parceiros oficiais da Oracle, com selo de ISV (Independent Software Vendors) e, por isso, conseguimos oferecer o serviço de banco de dados como parte do nosso pacote Cloud Experience. E isso sem nenhum custo adicional ao nosso cliente. Só esse diferencial já é capaz de proporcionar uma economia de quase R$ 100 mil anuais para a empresa contratante, já que esse seria o valor aproximado de uma licença anual do software.

Aliás, essa é outra dica importante. No próprio site da Oracle é possível consultar as empresas parceiras e que estão autorizadas a incluir versões originais do banco de dados no pacotes de serviços, o que ajuda a aumentar ainda mais a segurança do cliente.

Quer saber mais sobre esse assunto? Fale com um dos nossos consultores.


 

Disaster Recovery (DR): saiba por que a sua empresa definitivamente precisa de um

 

Desastres acontecem. E geralmente nos momentos mais inconvenientes. Essas frases podem parecer clichê, mas trazem uma realidade que todos nós precisamos aceitar, vide a chuva dos últimos dias em São Paulo. Diante disso, a única coisa que nos resta é tentarmos nos proteger ao máximo dessas ocorrências ou, pelo menos, minimizar seus danos.

Seja um desastre natural, como incêndios e inundações, ou algo causado pelo homem, como uma invasão hacker ou um erro humano, o fato é que nunca é fácil lidar com esses imprevistos. Portanto, se você não tiver um plano de recuperação em funcionamento, o que nós chamamos de Disaster Recovery (DR), sua empresa poderá ter grandes prejuízos.

Um estudo realizado pela Câmara de Comércio Britânico mostrou que 93% das empresas que sofreram perda de dados por mais de 10 dias decretaram falência dentro de um ano após o desastre.

Então, veja bem, um plano de recuperação de desastre é como um colete salva-vidas quando o barco tomba. Você provavelmente nunca entraria no barco se soubesse que não havia coletes salva-vidas; então, por que deixar sua empresa vulnerável a uma possível catástrofe?

O que é o Disaster Recovery?

Um bom DR é composto por uma lista de ações que devem ser tomadas para minimizar os efeitos de um desastre e garantir que sua organização possa retomar funções essenciais. A maioria das empresas realiza uma análise de impacto nos negócios e uma análise de risco para estabelecer o objetivo do tempo de recuperação e o objetivo do ponto de recuperação.

Em outras palavras, você deverá analisar todos os aspectos de sua operação de cima para baixo e lateralmente para identificar seus processos mais críticos e quais são suas necessidades específicas. Com base nessas informações, você desenvolverá um plano abrangente do que fazer se – ou quando – ocorrer um desastre.

Para começar, é fundamental que você tenha um ambiente preparado para substituir o principal em situações de colapso ou falha.

Mas onde colocar esse novo ambiente?

Uma opção que vem sendo muito utilizada nos últimos anos é a nuvem, pois ela oferece alta escalabilidade, flexibilidade e segurança, já que seus dados serão armazenados em servidores externos que já atendem a rigorosos padrões de confiabilidade.

Além disso, como já dissemos em outro texto, é importante que você contrate essa nuvem junto a um provedor que consiga comprovar esses padrões de segurança por meio de certificações e que conte com uma infraestrutura adequada. Também é essencial que ele ofereça soluções sob medida para a sua empresa, o que inclui, dentre outras coisas, a oferta de diferentes tipos de nuvem, para que você escolha qual a mais adequada para seu modelo de negócio. Hoje em dia, inclusive, já existem ofertas específicas para Disaster Recovery, que possibilitam a recuperação rápida de toda infraestrutura de TI da sua empresa.

Caso você ainda não esteja convencido, listamos abaixo dois dos principais motivos pelos quais você precisa desenvolver um plano de Disaster Recovery ainda neste ano:

– Economia

Você provavelmente já ouviu falar que custa mais dinheiro adquirir um novo cliente do que reter um antigo. E isso é definitivamente verdade. Mas quando ocorre um desastre de TI e você não está preparado, você pode realmente perder a confiança do cliente. E recuperar essa confiança será quase impossível e, portanto, dispendioso.


É muito mais barato prevenir, ou pelo menos, preparar-se para um desastre do que tentar recuperar novamente os clientes perdidos após uma catástrofe.

– Segurança

Não importa o quanto a tecnologia evolua, máquinas e hardware sempre irão falhar em algum momento. Não importa quanto dinheiro gaste nos melhores sistemas e soluções digitais, você nunca estará 100% imune a falhas no disco rígido ou na sua conexão à Internet. Logo, ter um plano de recuperação de desastre em vigor é a única maneira de garantir que uma falha de hardware não interrompa seu serviço ou cause perda de dados.

Ou seja, se você deseja economizar dinheiro e tempo, é importante desenvolver um sólido plano de recuperação de desastres de TI. Nenhum negócio está protegido contra desastres e a importância de ter um plano abrangente em vigor não pode ser subestimada.

Aqui na FWC nós trabalhamos com os clientes para ajudá-los a se preparar para o inesperado. Nosso pacote de Disaster Recovery protege seus dados e permite recuperar seu ambiente com base no funcionamento de seus negócios e na maneira como sua infraestrutura é projetada. Fale com os nossos consultores e saiba mais.

 

checklist

Como saber se preciso de um ambiente dedicado para minhas aplicações Cloud?



Se você já entendeu a premissa básica de funcionamento da Cloud Computing e conhece seus inúmeros benefícios, precisa saber, também, que existem formas diferentes de se trabalhar com essa tecnologia. Por exemplo: você pode optar por hospedar suas aplicações em um ambiente dedicado ou em um ambiente compartilhado. Ambos os cenários oferecem benefícios semelhantes, incluindo relação custo-benefício, desempenho, confiabilidade e escalabilidade, mas, dependendo das particularidades e das necessidades do seu negócio, um pode se tornar mais interessante do que o outro.

 

De forma simples, podemos dizer que o ambiente dedicado geralmente é indicado quando as especificações de um ambiente compartilhado não atendem a alguns critérios da empresa, como, por exemplo, quando existe a necessidade da equipe de TI ter total controle do seu ambiente cloud. Isso porque as plataformas dedicadas apresentam recursos que serão usados exclusivamente pela sua empresa ou organização, facilitando a personalização do ambiente e atendendo aos requisitos específicos de suas aplicações.

 

Não por acaso, esses ambientes dedicados são frequentemente usados por agências governamentais, instituições financeiras e quaisquer outras organizações de médio e grande porte com operações críticas para os negócios e que buscam controle aprimorado sobre seu ambiente.

Para te ajudar a entender melhor sobre o assunto, separamos as três principais vantagens que você obtém quando escolhe um ambiente dedicado para hospedar suas aplicações em Cloud:



1. Maior eficiência e controle

Optar por um ambiente dedicado permite que a equipe de TI da empresa tenha mais controle sobre seus dados e infraestrutura, permitindo que você intervenha rapidamente caso sejam necessárias alterações.



2. Personalização

Não existe uma solução única para todos. Por isso, um recurso importante das nuvens em ambiente dedicado é o nível de personalização que elas oferecem. Cada organização possui um conjunto de requisitos técnicos e de negócios que geralmente variam de acordo com o tamanho da empresa, o setor, os objetivos de negócios, etc. Logo, optando por esse formato, você pode escolher uma infraestrutura com características específicas de armazenamento e rede, para que o sistema atenda perfeitamente às suas necessidades individuais.

 

3. Desempenho

Somado a tudo isso, se analisarmos as duas opções do ponto de vista operacional e de performance, o ambiente dedicado também leva vantagem no quesito desempenho. Isso porque como os usuários não compartilham recursos, é possível garantir máxima performance das aplicações em 100% do tempo. Além disso, os recursos disponíveis podem ser distribuídos em tempo real, dependendo do fluxo de trabalho.



Mas, como saber se o ambiente dedicado é a melhor opção para a minha empresa?

Como já dissemos anteriormente, isso vai depender – e muito!! – das necessidades e particularidades do seu negócio. Ou seja, será preciso avaliar requisitos como flexibilidade, segurança, conformidade, custo e, principalmente, considerar as aplicações que são usadas e qual ambiente é mais adequado para cada uma delas.

 

Vale lembrar que um provedor cloud sério e de qualidade poderá te ajudar com todas essas avaliações e ainda fazer recomendações específicas para sua organização.

 

Entre em contato com a nossa equipe e peça um diagnóstico completo das suas necessidades. Nosso time de especialistas irá apresentar uma solução sob medida para a sua empresa e esclarecer todas as suas dúvidas



checklist